quinta-feira, 26 de março de 2009

Carta aberta





Pelo menos uma vez nessa vida, nos deparamos com relações que parecem ser infinitas pela intensidade com que ocorrem! Aquele beijo mais ardente, falar ‘eu te amo’ sem pensar duas vezes, e aceitar certas atitudes incompreensíveis acreditando que aquele amor é inabalável. De fato, pode ser sim! Mas acreditem quando dizem que o que vem fácil demais, vai embora mais rápido ainda. É triste aceitar isso, pois, por mais rápido que tenha sido, por mais empolgante, acaba. Esfria e perde aquele gosto de toda hora. Torna-se um relacionamento tão comum, sem expectativas, e com sonhos interrompidos, bem complicado de entender como isso pode existir.

E, tentamos fingir que não, tentamos negar certos fatos pra recuperar novamente aquela paixão e aquela vontade de ter o outro para sempre. Por que apesar de tudo ter vingado ao gelo após tanto ardor, temos aquela sensação inaceitável que passaremos por isso somente uma vez! E, segurar uma chance assim é mais do que preciso, certo?!

Se você concordar comigo, então tenho que falar que você quer essa chance porque ainda ama. Porque queremos sim alguém para todos os dias de nossas vidas, alguém que por conveniência ou não, tem tudo haver com a gente. E, se tudo realmente tivesse acabado você me diria que não era necessário ser essa pessoa. Que você não precisava reconquistar nada, que como está é melhor.

E, tomara mesmo que você nem tenha cogitado essa idéia, pois eu desacredito mesmo em relações em situações imprevistas.

Mas, sendo você, eu quero esquecer todas essas verdades, e pensar que um dia será somente nós e ninguém mais.

É, mais uma vez você em minha vida, e eu posso está errada de novo, mas eu sinto falta! Quero sua pele na minha, ouvir sua voz antes de dormir, e dessa vez sem fazer as malas pra te deixar pra trás. Porém, não basta eu querer. É necessário ter a certeza de que eu sou a sua fantasia na hora de dormir, ter a certeza que é comigo que você quer dividir seus conflitos e vitórias, e nunca mais deixar sossegar aquilo que te faz ver o que é estar completo. Cansei de tentar com outros e lembrar como éramos no fim desses encontros. Olhar minhas fotos, e parecer que faltava você ao meu lado pra está valendo aqueles sorrisos. Quero poder te ligar novamente, só pra contar o meu dia, e ter mais que um amigo na hora de confidências. Eu preciso de você como um amante, porque preciso te amar incondicionalmente pra revelar o quanto você pode ser meu nessa altura do campeonato.

Como eu já disse, só você! Só você pra me aliviar disso, pra me levar a calmaria depois de mil marés sem tua cabeça pra encostar a esse peito que só precisa do teu retorno.

E, se não for assim, me convença que você veio como só mais um. Me prove que cada palavra dita, cada lágrima derramada e tudo vindo de você foi em vão. Preciso saber disso por você, pois eu já tentei me convencer sem a sua ajuda. E cá estou, escrevendo essa carta para quem quiser ler. Para todos aqueles que precisam de uma força na hora de voltar ao peito que também espera o retorno de alguém.

Meu amor, talvez não chegue a ler o que minha boca queria te falar, mas o que eu quero deixar aqui, é que um dia condenamos esse sentimento sem deixar fluir. Só que nem toda prisão precisa ser perpétua, e agora eu vejo que é chegada a hora dele se libertar. Então eu estarei aqui, pra hora que você voltar.

7 comentários:

JaCoNa disse...

Que texto lindo! Maravilhoso O.o
Tens mtu talento, moça...parabéns!!
Obrigada pelo coment lah nu blog! Vou começar a vir mais akew, prometu! sahusahasuhsa
Gostei mtu du ki vi, vou seguir tah?? Bjaum, moça ;)

Gabriela S. disse...

Nossa! Que liindo esse teu texto :DDD
Como a menina de cima disse, tens muito talento!
Sério.. estou até emocionada com tuas palavras!

Espero que ele volte :******

Eu amo a E.Y. disse...

Oi Michelle, faço coro às demais, muito bonito seu texto. Me identifiquei imediatamente com o que você está sentindo, embora não seja a mesma situação específica, mas envolve o amor em sua forma mais plena, digamos assim.

Beijos
http://eu-amo-a-ey.blogspot.com/

André Mattos disse...

Meu Deus...! Espero que isso chegue ao seu destinatário e surta efeito. É um poema em prosa! Também acho que o que vem fácil, vai fácil. Porém, o que vai fácil também pode vir fácil, né?
Vai nessa!

http://bemcontar.blogspot.com
Leia e opine, pra se divertir!

Rodriiguiin :p disse...

Foi o ápice de romantismo que já vi!
Muiito lindo mesmo o que escreveste, com tanto sentimento :.)

E espero mesmo que ele leia e veja a mulher que o espera.

beijos, Rodrigo ;ppp

Marcus disse...

muito bom o texto... parabéns!
bjo!

Isabella disse...

Bom , eu não te conheço , nem nunca te vi na vida ... mais eu ví assim , por acaso seu blog , lí todos os post's ... e por sinal amei esse !
Você seria uma grande autora , de maravilhosos livros ... por que não tenta ? Eu certamente seria uma de suas fãns !