terça-feira, 8 de setembro de 2009

Ô ETERNIDADE, tá me ouvindo?!?!


É Eternidade, tem gente se cansando de chamar por ti. De querer te ter perto, andando junto à Felicidade e ao Amor. Ainda não sei o porque de se esconder nessas últimas décadas, aparecendo uma vez ou outra na casa de casais que já nem sabem mais o motivo de serem casais.

Quero muito saber o que te afasta, sendo vista agora só como a Eternidade de alguém que parte para o além. E ao meu ver, ou em quase todos os olhos, não é dessa forma que queremos sua presença.

Eu entendo que o mundo tá todo virado de cabeça para baixo, com as pessoas cada vez mais merecedoras da solidão como castigo. Mas, ainda erradas e "viradas", essas mesmas pessoas rezam para te encontrar ao fim de seus contos de fadas. Rezam para ter um álbum como o de seus avós, que se amaram até o fim. E tá muito difícil, já que a senhora não tem se esforçado para manter a esperança dessas pessoas, que te procuram em cada olhar que cruzam.

Do que vale o grande ditado: "Que seja eterno, enquanto dure...", se nunca passam dos três, quatro dias, com mil diferentes candidatos à almas gêmeas? Não acho que você queira que seu nome vire motivo de graçinhas, ou vire lenda para quem estar por vir. Por isso, volta!!! Nos faça voltar a acreditar que você e o Amor ainda existem, e podem muito bem andar juntos sem o miserável do Interesse.

Esteja conosco, nos dê conforto! Se isso ainda for possível, acredite, o mundo não estará mais tão perdido e insensível.

sábado, 5 de setembro de 2009